Por Renate Krieger

Depois de termos voltado a trabalhar, meu marido e eu achamos que não íamos fazer uma viagem de descoberta de um país como a que fizemos com o motor-home durante sete meses tão cedo. Mas eis que a junção dos feriados de Finados e dos 500 anos da Reformação nos possibilitaram fazer um pequeno tour pela Itália a bordo da nossa querida autocaravana.

Mesmo sem ir a Roma, conseguimos ver muita coisa interessante com duas crianças. Abaixo, um apanhado do que mais gostamos:

1. Pisa

Com duas crianças pequenas, não nos atrevemos a enfrentar grandes filas. Por isso, não subimos na Torre de Pisa – até porque, como estávamos de bicicleta, ficamos com um pouco de receio de deixar os nossos veículo de transporte e o carrinho que acoplamos atrás e onde cabem as nossas duas meninas num lugar com tanta gente. Além disso, fiquei com medo de alturas depois que me tornei mãe.

20171029_165324
Salsiccia cruda e mortadela: alta gastronomia em Pisa

Por isso, nos contentamos em admirar os monumentos da praça central, incluindo a torre, e depois demos uma boa volta pela cidade universitária, suas ruelas encantadoras e muito silêncio do feriado.

Em Pisa, também tivemos uma das melhores experiências com comida na Itália (onde, aliás, achamos difícil não comer bem, mas esse foi realmente o ponto alto): uma delicatesse no qual pudemos pedir uma tábua mista de queijos e frios vinho e água para as crianças e comer na pracinha logo atrás. Piquenique maravilhoso!

Onde ficar: o camping da cidade fica a 800 metros da Torre e do centro velho de Pisa. Os banheiros são super limpos há duchas de criança e banheirinha (era mais um tanque com chuveiro, mas muito bem bolado, com trocador do lado) e opções de pequenas cabanas tipo contêiner para quem não quiser pagar tanto num hotel. Selo de aprovação Mães no Mundo!

2. Florença

Foi a parte mais estressante da viagem para mim por causa do trânsito. A cidade inteira parecia estar em obras por causa de uma linha de tram (elétrico) e o centro, apinhado de gente por causa do feriado.

20171030_113524

Mesmo assim conseguimos tirar algumas fotos legais na Basílica e, em seguida, fugimos do centro. Valeu a pena: a poucas ruas da praça histórica, conseguimos fazer um lanche num carrinho que vendia sanduíches de carne e tripas (o marido adora) e depois achamos um café perto do mercado municipal e de uma feirinha de antiguidades, numa praça bem tranquila.

Apesar de não termos ido a museus e o trânsito intenso ter me irritado, balanço positivo de Florença.

3. Toscana Ranch

Terminamos cedo o nosso passeio por Florença e decidimos percorrer alguns quilômetros rumo a Veneza porque as meninas estavam tranquilas. No aplicativo de campings e estacionamentos para dormir, descobrimos o Toscana Ranch, uma fazendinha com cavalos, porcos, patos, coelhos e pôneis para as crianças olharem. Tudo muito bem organizado, é uma pousada que também permite o pernoite com autocaravana por cima do grande gramado em frente à casa principal.

A vista é muito bonita e, apesar de ser clichê, lembra aquelas paisagensnde filmes e novelas brasileiras sobre a Toscana.

Tem até playground para as crianças. E a nossa filha mais velha, de três anos, subiu num cavalo pela primeira vez, empolgadíssima.

20171101_100346

4. Veneza

Já tinha ido a Veneza com uma amiga e ficado num hotel bem central. Desta vez, ficamos no Camping Venezia Village, a 8 km da cidade, mas com fácil acesso de ônibus para o centro histórico. O camping tinha excelentes instalações sanitárias e até uma piscina coberta e aquecida, onde relaxamos com as crianças depois do nosso maravilhoso, mas cansativo passeio turístico. A vantagem é que, por causa da creche, as meninas estão acordando super cedo, então pudemos voltar de Veneza já às 16h.

A cidade é diferente de tudo o que já tínhamos visto na vida. Mesmo sendo a minha segunda vez, voltei a ficar completamente deslumbrada com a arquitetura, o charme, a comida…
E tivemos sorte: por causa do feriado, havia apenas algumas lojas abertas. Sim, nos deparamos com hordas de turistas, mas apenas em alguns pontos da cidade e conseguimos fugir das grandes aglomerações. Apenas chegar à Piazza San Marco foi um pouco difícil e longo, mas tínhamos tempo.

20171101_143613

O que foi complicado foi carregar o carrinho com as meninas pontes acima e pontes abaixo. Elas já são maiores e pesadas, mas numa próxima vez eu pensaria numa alternativa ao canguru, que recomendo para bebês menores.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s